terça-feira, 15 de maio de 2012

Esperança

Blogagem coletiva 3ªfase desafio  proposto pela Rosélia do blogue Espiritua-lidade.

...A minha fase faz parte da história verídica que aproveitei e resolvi relatá-la neste desafio
Depois de algum tempo zangados, um dia ele esperou-me e pediu para falar comigo,começou a ir por falas caras que nem estava a entender, muito bem embora começa-se a pensar que com tantos rodeios a coisa não era muito boa.
Por fim lá se encheu de coragem e pediu-me em namoro,outra vez disse logo eu na defesa, então ele lá foi dizendo que desde que me fez aquela brincadeira só começou a pensar em mim,e cada dia que passava começou a perceber que se estava a apaixonar por mim,claro que não dei logo o sim ,mas o meu coração ia-me traindo,mas consegui pedir dias,pensei para comigo vou dar em louca,mas pensava,não posso dar logo o sim que tanto quero,mas no caminho para casa ele correu para me acompanhar e quando nos despedimos disse-lhe que sim.
A partir daí vivi o meu primeiro amor, fazíamos planos,embora a minha mãe não aprovasse o namoro,mas tínhamos Esperança que isso iria passar com o decorrer dos anos,até fingi namorar outros para poder viver o meu grande amor,dado à minha pouca idade acabei por cometer o maior erro da minha vida, e minha mãe obrigou-me a casar com 15anos,quando ele soube nem queria acreditar,a Esperança morreu comigo no dia em que casei 1976,contudo voltou a crescer em mim quando em 1993 me divorciei,nunca mais o vi ,mas vivo sempre na Esperança de o encontrar, concerteza estará no estrangeiro,ou noutra zona da cidade,é com olhos cheios de lágrimas que vos digo, voltei a casar em1996,embora seja feliz,nunca perdi a Esperança de um dia me cruzar com o meu grande e primeiro amor, conhecido por Xico Canhoto...

11 comentários:

✿ chica disse...

Puxa,que história!!! Desejo que consigas encontrar esse antigo amor pra se olharem nos olhos e ver como ficou tudo!

Legal essa esperança!! beijos,chica

Lulu disse...

É duro perder um amor verdadeiro, mais mantenha a esperança. Se ele tiver que ser seu companheiro, a vida mostrará o caminho e ele virá ao seu encontro.
Também participo desta blogagem coletiva.
Big Beijos

Orvalho do Céu disse...

Olá, Xunandinha querida
"O que me importa o tempo e o espaço,
Se trilhei caminhos orvalhados
Em busca do calor do teu abraço?"
(Auxiliadora)

Console-se comigo pois não pude ficar com o meu grande amor para sempre... assim é a vida... mas a Esperança nunca pode se apagar de nós... O Céu existe para casos impossíveis na Terra... Creia!!!
Tenha Espernaça, viu???


Concedei-lhe, ó Deus, prodigamente, o ORVALHO DO CÉU...
Até o próximo mês, se Deus quiser!!!
Abraços esperançosos de paz

"Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo
imperdível, ainda que se apresentem dezenas
de fatores a demonstrarem o contrário."
Fernando Pessoa.

Teté disse...

Acontece é que com o tempo as pessoas mudam e, quem sabe, se algum dia encontrares o Xico, não descobres que esse amor juvenil não passa de uma boa recordação... :)

Mas é questão de continuar a procurar, via redes sociais, facebook e assim. Nunca se sabe, né?

Essa da mãe obrigar a casar é que parece tão século XIX! Mas enfim, não se muda o passado, há que apostar no presente e no futuro! :D

Beijocas!

manuela barroso disse...

Olá querida amiga,
...nem sempre o que queremos é omelhor para nós, ou nem sempre o que quremos vem na altura que nós queremos. Assim sendo, vamos ter Esperança, esperando o nosso/seu dia!
Abraço

ATELIER CORES E FORMAS disse...

oi amiga,gostei da sua historia,muito interessante ter um amor assim.obrigada pela visita e pelo carinho,pode sim pegar uma fatia do bolo.rsrsrs.bjus Fátima

RUTE disse...

Xiii essa Esperança é forte!
Nunca compreendi os casamentos arranjados pelos pais. Felizmente no meu tempo isso não aconteceu!!

Fico torcendo para que um dia, você realize o sonho de reencontrar seu 1ºamor. Agora com o facebook se calhar é mais fácil, não?
Beijinhos.
Emocionante participação.
Rute

Luma Rosa disse...

Poxa, espero que você reencontre o seu Xico Canhoto! (rs*) Essa história é real?
Xunandinha, alimente sempre sua vida de muita esperança e quem sabe o seu príncipe não volta?
Beijus,

Socorro Melo disse...

Oi, Xunandinha!

Uma história interessante! Seria muito bom que você o encontrasse, pois que essa história ficou suspensa... Um encontro, proporcionaria a vocês dialogarem, e colocarem os pontos nos "is"...
E quem espera, sempre alcança(confia)...

Beijos, amiga
Socorro Melo

LELLA disse...

Oi Xunandinha!

Só hoje que estou dando retorno ao carinho de vocês a minha participação nessa Blogagem Coletiva com o tema esperança. Grata! E pedindo desculpas pela demora!
Vou colar aqui o motivo que deixei escrito lá:

"Olá aos da Blogagem Coletiva Amor aos Pedaços!
Primeiro trazendo minhas desculpas por essa demora no retorno! Como vocês são novas por aqui, nesse meu blog pessoal, farei um breve resumo de coisas que já contei em algums postagens. É que por voltar a morar sozinha, e com a grana muito curta, eu é que faço todo o serviço de casa. Por conta do esforço, muita das vezes, no final do dia, meu corpo pede mais se esticar na cama. Ficar um tempo a mais sentada, e então vir para o computador, me leva a tentar administrar, priorizar o que tenho que fazer. Esse blog fica até desatualizado. Porque um outro que eu criei, o http://cinemaeaminhapraia.com.br/ , até por ter virado um blog coletivo, meu pouco tempo fica quase todo cuidando dele.
Agora, agradecendo toda essa participação! Grata!
Darei um retorno a todas aqui. Assim como retribuir a visita, se não der a todas hoje, eu continuarei amanhã e depois. É que eu também digito devagar.
Um beijo grande!"

E bem legal a sua participação!

Beijos,

Lu Souza Brito disse...

Oi Xunadinha,

Perdestes o seu amor tão cedo devido a um casamento arranjado?
Desejo que nao percas a Esperança. E dizem que o mundo é grande: coisa nenhuma.Quando tem que acontecer, pode-se ir para o Libano para evitar a presença de alguem e ainda sim, tromba-se com ela no aeroporto de outro país.
Não desanime. Esperança e Fè, sempre!